Fanzine de Bits

Menu
Geral

ARTIGO0049_capa

Finalmente tirei da gaveta o artigo contando a segunda parte do projeto Fliperama na minha Casa. Estive pensando em como e o quê escrever, mas achei melhor colocar logo isso no ar. Depois que escrevi a primeira parte deste artigo eu contatei o marceneiro, fizemos algumas alterações no projeto original e finalmente está tudo aqui, concluído e do jeito que eu queria. Ele (O fliperama) é agora o brinquedo dos finais de semana.

COMO ELE ERA

Armação do fliperama

Armação do fliperama na primeira versão

Como ele era na primeira versão

Como ele era na primeira versão

Num artigo anterior eu já tinha falado um pouco sobre a ideia de criação para o meu fliperama no escritório de casa, você pode ler sobre isso aqui. Mas, vale a pena relembrar um pouco e detalhar um pouco mais também. Quando tive a ideia de ter um fliperama em casa eu ainda morava num lugar maior e tudo seria mais fácil, se eu tivesse dinheiro, é claro. Porém, eu mudei para um apartamento algum tempo depois e quando finalmente tive dinheiro pra poder investir num fliperama a briga era o espaço.

Por isso o apartamento tinha três quartos, um seria o escritório e coloquei na cabeça que lá ficaria também o fliperama (Depois de convencer a esposa, é claro haha). Porém, logo tive um estalo e um UPDATE na minha ideia inicial, pensei comigo mesmo que seria muito legal colocar um telão para o fliperama e a forma mais fácil de conseguir isso seria com uma TV de LED de 47 polegadas. Não deu outra, curti a nova ideia e foi este rumo que eu tomei. Por isso que eu não pude ter um gabinete como nos fliperamas de bar, mas valeu o sacrifício pela tela.

O primeiro motivo de ter um fliperama diferente do que víamos nos bares era que eu num queria um com uma placa da Capcom ou SNK, queria algo mais flexível, por isso optei por ter um computador emulando os jogos, depois veio a mudança no tamanho da tela e pôr fim a ideia era ter algo pra ligar rápido e já estar pronto pra jogar quando tivesse visitas em casa, logo, deu nisso. Adoro a forma final e como tudo ficou tão fácil e divertido. Acho legal pra caramba fliperamas originais, no formato original, mas o meu virou xodó do jeito que é.

COMO ELE FICOU

Depois de um bom tempo utilizando o fliperama no formato idealizado eu comecei a sentir a necessidade de aproveitar o espaço em baixo dele, de deixar a estrutura mais firme e de dar uma cara mais bonita também. Foi quando eu fiz um segundo desenho (considerando que o primeiro desenho foi o projeto original descrito no primeiro artigo) e chamei um marceneiro. Alguns dias de negociações, planejamento, e enfim, depois do pagamento lá estava o meu novo fliperama, mais robusto, com espaço para guardar minhas revistas e/ou jogos como se fosse um armário, adorei isso. Veja o resultado:

PRÓXIMO PROJETO

Agora que finalmente o fliperama subiu de level e chegou à sua forma final eu estou partindo para um próximo projeto, o de umas prateleiras na parede atrás do próprio fliperama. Já fiz o desenho e comecei a fazer os primeiros contatos com o marceneiro pra falar sobre esta ideia, mas este é assunto pra um outro artigo.

Vou ficando por aqui, jogando uma partida de Street Fighter de Rodoviária. Abraço e até a próxima!

Jogando Street Fighter de rodoviária

Tags:

Comentários

  • Vinicius Perrott

    Muito massa esse projeto!
    Teria como explicar como ficou a parte onde a “mágica” acontece do fliperama? 😀
    Os postes estão cada vez melhor.
    Abraços!

    • http://www.clebermarques.com Cleber Marques

      Fala meu amigo Vinicius, tudo bem? Fora o móvel, que é a parte mais nova do fliperama, o sistema em sia é o mesmo que eu já tinha desde quando comprei, é um PC dentro do móvel simulando os jogos através de Front-End mesmo. Como eu já comentei com você, é tudo comprado, não montei peça por peça e configurações como muitas pessoas gostam de fazer, eu nem teria tempo nem paciência haha. Abração.

  • Vinícius Sales

    Grande, Cleber! Vira e mexe estou apresentando esse projeto pra alguém. Me diga uma coisa, como ficou o hardware e software do para o emulador? Você também mandou fazer o pad ou comprou pronto?

    Um abraço

    • http://www.clebermarques.com Cleber Marques

      Meu camarada Vinicius, belezinha? Olha, eu comprei pronto viu, na época, cerca de 2 anos atrás, numa empresa aqui perto de casa. É basicamente um PC não muito potente não, algo em torno de 1/2GB de RAM, rodando Windows XP e etc. Eu não teria paciência pra montar um, por mais que seja legal, eu queria mesmo era ter em casa já tudo pronto, como eu fiz, dai sobra mais tempo pra jogar :) Abração e obrigado pelas indicações deste post pro pessoal que você conhece.